* life style * beleza * moda * casamento * maternidade * viagens e cultura pop*

sábado, 25 de maio de 2013

Diário de Viagem: Cancún (Parte 5) X-Caret




Oi, bellas!!!
Continuando o diário de viagem, hoje o post é sobre a Zona Arqueológica de X-Caret.

X-Caret é uma espécie de parque temático e ecológico situado na Riviera Maia, no estado de Quintana Roo. A distância entre Cancún e X-Caret é de aproximadamente 75 Km. 

Fechamos o X-Caret plus com a CVC. É um passeio que dura o dia todo. Saímos logo pela manhã e só retornamos às 21 hs.

Ok, mas o que tem para fazer em X-Caret?

"Xcaret é o paraíso sagrado do México. É um lugar maravilhoso cheio de cultura e natureza, onde você pode desfrutar de incríveis atividades aquáticas, atrações culturais e shows. Um espaço repleto de belezas naturais do Mar do Caribe e a magia de uma civilização milenar. O lugar perfeito para conhecer o melhor do México, sua história e suas tradições, onde você e sua família desfrutarão as melhores experiências.

Em Xcaret, você encontrará mais de 40 atrações relacionadas à natureza e cultura, como o Pavilhão das borboletas, com borboletas nativas da Península de Yucatán em seu habitat natural, um exclusivo Aquário de recife de corais, um autêntico Cemitério mexicano construído em forma de cone, com sete níveis e 365 túmulos diferentes, uma fazenda henequen, onde se encontra o Museu de Arte Popular Mexicano, que expõe o engenhoso trabalho de artesãos mexicanos.

Passeie pela Trilha da selva tropical e conheça as plantas de onde vêm o chiclete, a canela e a baunilha, entre outros. Admire as vistas do paraíso sagrado do México e do Mar do Caribe na Torre panorâmica giratória, sussurre seus segredos na Câmara dos sussurros, maravilhe-se com os cheiros e as cores do Museu Vivo de Orquídeas e explore as águas cristalinas dos rios subterrâneos de Xcaret. (...)

" (...) No final do dia, surpreenda-se com a celebração do Xcaret México Espetacular, um espetáculo musical que leva você a uma viagem pela história do México, desde os tempos pré-hispânicos aos mais tradicionais e típicos. Assista a um jogo de pelota maia, uma representação do encontro de dois mundos, e a uma festa cheia de luz, magia e cor que surpreenderá os seus sentidos. Venha viver Xcaret! Tudo em Xcaret leva a expressões únicas de alegria e emoção... expressões únicas do México!" (fonte: http://www.xcaret.com/)."

Tem muita coisa para fazer por lá. Programe o seu tempo para aproveitar bem o dia. Pegue o mapa que é dado na entrada e não perca tempo! Nós fizemos as principais atrações do parque. Não deixe de mergulhar, visitar o aquário, a torre panorâmica giratória, que sobe a uma altura de 80m e proporciona uma vista maravilhosa de Playa Del Carmen...



Também é possível mergulhar com golfinhos em X-Caret, mas como contei para vocês no post sobre Isla Mujeres, em X-Caret o nado com os golfinhos é mais caro. A dica é fazer o mergulho em Isla Mujeres.

Em X-Caret também é possível mergulhar com arraias e tubarões, mas isso não está incluído no pacote. O X-Caret Plus inclui o transporte ida e volta até o parque, a entrada com direito aos equipamentos de mergulho, toalhas, guarda volume e a utilização das dependências do parque. No pacote também está incluído uma refeição (almoço) com direito a bebidas. Enquanto permanecer no restaurante, pode comer a vontade, mas se sair, não poderá retornar, já que o pacote dá direito à apenas uma refeição.

Pelo parque é vendido água, refrigerante, cerveja e também comidinhas. Vá preparado para esse tipo de gasto. Para quem não consegue ficar longe do Instagram, no X-Caret há acesso gratuito a rede wi-fi. 

Uma coisa importante é levar um protetor solar biodegradável. Se o seu não for, ele deverá ser deixado no guarda volumes na entrada do parque e retirado no final, já que o uso de protetores que não são biodegradáveis está proibido.

Eu gostei do passeio, apesar de ser um pouco cansativo (justamente por ter muita coisa para fazer). O parque é muito grande, super organizado e bem estruturado. Para quem gosta desse tipo de passeio, recomendo o X-Caret, sem dúvida. Para quem não é muito chegado, sugiro substituir por Tulum ou Chichen Itza.

Ah, no final do dia, há uma apresentação teatral sobre a cultura maia. 

Seguem as fotos!

Não resisti e tirei foto com as araras (notaram o meu vestido combinando com elas?! kkkkk)


Uma das atrações do parque é o mergulho por um corredor imenso, cheio de curvas e que alterna áreas de caverna com áreas a céu aberto.


Durante o trajeto há vários fotógrafos do parque. Nós acabamos comprando umas fotos no final. Essa do mergulho foi uma delas. A fotografia impressa é meio carinha. Compramos por 14 dólares cada. 


Do parque temos uma linda visão do mar. É uma área do parque para sentar e relaxar.




Achei super legal essas plaquinhas indicando a distância entre o México e alguns países.


O parque que, além de arqueológico, é ecológico, tem áreas destinadas aos animais, como é o caso dos pumas, jaguares, morcegos, macacos, veados, flamingos...







Não podia faltar as ruínas, né?!


Dentro do parque há uma área chamada de povoado maia. Lá encontramos um cemitério super diferente do que estamos acostumados por aqui. Olha só que colorido!


Abaixo a torre panorâmica giratória. Ela sobe a 80m e gira lentamente a 360º para que seja possível ter uma vista completa da área ao redor do parque. A vista é incrível! Vale a pena reservar um tempinho para conhecer essa parte do X-Caret.







No parque também é possível comprar coisinhas. Tem lembrancinhas muito legais e os preços são relativamente bons.  Vale a pena dar uma olhadinha.


No final do dia começam as apresentações de música e dança. Uma delas, a principal, é no teatro Tlachco. Já no caminho até o teatro é possível sentir o clima do espetáculo.






Legal, né?!
Mais informações http://www.xcaret.com/
Bjo

Obs: Todas as fotos são de arquivo pessoal, sendo proibida a reprodução total ou em parte.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Diário de Viagem: Cancún (parte 4) - Coco Bongo


Oi, bellas!!!

Um dos lugares mais procurados pelos turistas em Cancún é a Coco Bongo.
A Coco Bongo, ao contrário do que a maioria pensa, não é uma boate, mas sim uma casa de shows!

Diferente do que estamos acostumados aqui, na Coco Bongo a mulherada solta a franga e sobe no balcão do bar para dançar durante os intervalos dos shows. Qualquer uma pode fazer isso. Meu marido me ofereceu 200 dólares para que eu subisse no balcão também.  Topei, mas desisti quando ele ligou a câmera do celular para filmar e colocar no youtube! kkkkk O que acontece em Cancún, fica em Cancún, né?!

A Coco Bongo é famosa por causa do filme "O Máskara". Por isso não se assuste ao ser abordado por um, dois ou três "Máskaras" na frente da Coco Bongo durante toda a noite. Pelo que percebi eles não fazem parte da casa de shows, mas aproveitam o movimento para ganhar uns trocados. Eles ficam por ali para tirar foto com os turistas. Deixe separado um dinheirinho caso queira tirar uma foto com eles. 

Nós compramos os ingressos com bebidas liberadas (não servem comida na Coco Bongo, então coma alguma coisa antes de entrar), por 65 dólares (acho que foi isso). Como disse em outro post, quem compra com a CVC entra na Coco Bongo sem pegar fila, além de ter um bom lugar reservado lá dentro.

As mulheres não precisam ficar preocupadas com o que vestir (esqueça a super produção). Eu fui usando shorts jeans, blusinha e sapatilha. Um vestidinho leve com sandália rasteirinha também é uma ótima opção. Tinha gente de bermuda e havaianas. A ideia é usar um look confortável e descontraído para garantir diversão durante toda a noite.

Também acho desnecessário usar salto alto, já que praticamente não há lugar para sentar dentro da Coco Bongo. Não levei nenhum sapato com salto nas malas e sinceramente não fez falta alguma. Leve rasteirinhas, sapatilhas, tenis...

Quem adora tirar fotos pode ficar tranquilo. Na Coco Bongo as fotos são permitidas, a única restrição é com o flash das máquinas. Levei só o celular e foi suficiente. 

Nós adoramos a Coco Bongo. Foi uma noite mega divertida!

Seguem as fotos...

Algumas doletas e uma foto estranha!


Mais pulseirinhas!!!


Tequila logo na entrada (abafa!).


Antes de começar...


É hora do show!!!


Elvis, Madonna, Moulin Rouge, Fantasma da Ópera, Cabaret, Samba, são algumas das apresentações.



Durante os shows há interação dos atores com o público.


A mulherada sobe no balcão nos intervalos dos shows!


Muito legal, né?!
Quem aí  conhece a Coco Bongo?!
Bjo

Obs: Todas as fotos são de arquivo pessoal, sendo proibida a reprodução total ou em parte.

terça-feira, 21 de maio de 2013

Diário de Viagem: Cancún (Parte 3) Isla Mujeres




Oi, bellas!!!
Cada vez que escrevo um post sobre Cancún tenho vontade de voltar lá! É muito amor, viu?!
Estou fazendo essa série de posts porque gosto de escrever sobre as viagens que faço. Escrevo não só para relembrar os bons momentos, mas também para ajudar quem estiver buscando informações na web. Sei, por experiência própria, que a viagem começa muita antes do embarque e, assim, toda ajuda é bem vinda!

Bom, nem preciso dizer que amo viajar, né?! Seja qual for o destino, a bagagem cultural que se adquire viajando faz com que a gente veja a vida com outros olhos. Poder dividir isso aqui no bloguinho e saber que vocês acompanham e se interessam pelo assunto me faz muito feliz. Para quem está com viagem marcada para Cancún, prometo tentar relatar o máximo e acabar os posts ainda essa semana, ok?!

Continuando os relatos, hoje é dia de falar do que para nós foi o lugar mais lindo que conhecemos em Cancún. Estou falando de Isla Mujeres!

Isla Mujeres é uma ilha bem menor que Cozumel, mas muito superior em beleza (acreditem!) Além de mais bonita, Isla Mujeres fica mais próximo de Cancún. Para chegar lá também é mais fácil, basta ir até o Puerto Juarez, que fica bem próximo aos hotéis (poucos minutinhos de ônibus) e pegar um Ferry (menor do que aquele de Cozumel).

Assim como acontece com Cozumel, ir por conta própria para Isla Mujeres também é mais barato, mas nós  preferimos contratar o passeio. Como disse no post anterior, comodidade é tudo!

Há muita coisa para fazer em Isla Mujeres. Dá para fazer nado com golfinhos, mergulho com snorkel, caminhar pelas estradas à beira mar, apreciar ruínas maias ou simplesmente curtir uma piscina com borda infinita, tomando bons drinks no Parque Garrafon.

Com relação aos golfinhos, a dica é fazer o nado em Isla Mujeres, já que o preço é mais barato do que no X-Caret (outro passeio que fizemos). Nadar com os Golfinhos é o tipo de atividade que nunca está incluída nos passeios, ou seja, tem que pagar por fora.

Ah, sempre nas atividades com os golfinhos é proibido o uso de equipamentos de fotografia. Quem quiser fotos terá que comprar no final do mergulho (o preço é bem salgadinho, mas vale a pena ter uma de recordação).

Em Isla Mujeres é possível conhecer o ponto em que os primeiros raios de sol tocam o México a cada manhã e descer de tirolesa no mar do Caribe.

Para curtir Isla Mujeres fomos até o Parque Garrafon. Lugar super legal que vale a pena conhecer.

O Parque Garrafon é uma espécie de day use com bebidas e comida liberada. O lugar também conta com wi fi gratuita. O parque é lindo e super bem cuidado.

Nós saímos de Cancún pela manhã, passamos o dia no Parque Garrafon e retornamos ao hotel no fim do dia.

Como imagens valem mais que mil palavras, vou deixar que as fotos falem por mim.

Começando pela piscina com borda infinita. Ao fundo o mar do Caribe...




Abaixo o deck para quem vai fazer mergulho com snorkel. Mais ao fundo estão as torres para que vai descer de tirolesa.


Por todo o parque há cadeiras de praia, redes...





A vista de qualquer lado do parque é encantadora!!!









Abaixo a placa que marca o ponto em que os primeiros raios de sol tocam o México a cada manhã.



Ruína Maia no topo da ilha.


Ah, por toda ilha encontramos esses bichinhos. As iguanas são ícones da região. Não se assuste se encontrar uma delas!




Também no topo da ilha encontramos uma imagem em homenagem a Ixchel, principal deusa Maia, conhecida como deusa da fertilidade. Independente da religião, vale a pena subir até lá para conhecer um pouquinho da cultura da região.



Lugar lindo, né?!
Confesso que foi difícil escolher as fotos para postar! Isla Mujeres é um lugar perfeito, do tipo "tem que ir"!
Aqui termino suspirando de saudade,,,
Qualquer dúvida é só perguntar nos comentários, ok?!
bjo

Obs: Todas as fotos são de arquivo pessoal, sendo proibida a reprodução total ou em parte.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 25 de maio de 2013

Diário de Viagem: Cancún (Parte 5) X-Caret




Oi, bellas!!!
Continuando o diário de viagem, hoje o post é sobre a Zona Arqueológica de X-Caret.

X-Caret é uma espécie de parque temático e ecológico situado na Riviera Maia, no estado de Quintana Roo. A distância entre Cancún e X-Caret é de aproximadamente 75 Km. 

Fechamos o X-Caret plus com a CVC. É um passeio que dura o dia todo. Saímos logo pela manhã e só retornamos às 21 hs.

Ok, mas o que tem para fazer em X-Caret?

"Xcaret é o paraíso sagrado do México. É um lugar maravilhoso cheio de cultura e natureza, onde você pode desfrutar de incríveis atividades aquáticas, atrações culturais e shows. Um espaço repleto de belezas naturais do Mar do Caribe e a magia de uma civilização milenar. O lugar perfeito para conhecer o melhor do México, sua história e suas tradições, onde você e sua família desfrutarão as melhores experiências.

Em Xcaret, você encontrará mais de 40 atrações relacionadas à natureza e cultura, como o Pavilhão das borboletas, com borboletas nativas da Península de Yucatán em seu habitat natural, um exclusivo Aquário de recife de corais, um autêntico Cemitério mexicano construído em forma de cone, com sete níveis e 365 túmulos diferentes, uma fazenda henequen, onde se encontra o Museu de Arte Popular Mexicano, que expõe o engenhoso trabalho de artesãos mexicanos.

Passeie pela Trilha da selva tropical e conheça as plantas de onde vêm o chiclete, a canela e a baunilha, entre outros. Admire as vistas do paraíso sagrado do México e do Mar do Caribe na Torre panorâmica giratória, sussurre seus segredos na Câmara dos sussurros, maravilhe-se com os cheiros e as cores do Museu Vivo de Orquídeas e explore as águas cristalinas dos rios subterrâneos de Xcaret. (...)

" (...) No final do dia, surpreenda-se com a celebração do Xcaret México Espetacular, um espetáculo musical que leva você a uma viagem pela história do México, desde os tempos pré-hispânicos aos mais tradicionais e típicos. Assista a um jogo de pelota maia, uma representação do encontro de dois mundos, e a uma festa cheia de luz, magia e cor que surpreenderá os seus sentidos. Venha viver Xcaret! Tudo em Xcaret leva a expressões únicas de alegria e emoção... expressões únicas do México!" (fonte: http://www.xcaret.com/)."

Tem muita coisa para fazer por lá. Programe o seu tempo para aproveitar bem o dia. Pegue o mapa que é dado na entrada e não perca tempo! Nós fizemos as principais atrações do parque. Não deixe de mergulhar, visitar o aquário, a torre panorâmica giratória, que sobe a uma altura de 80m e proporciona uma vista maravilhosa de Playa Del Carmen...



Também é possível mergulhar com golfinhos em X-Caret, mas como contei para vocês no post sobre Isla Mujeres, em X-Caret o nado com os golfinhos é mais caro. A dica é fazer o mergulho em Isla Mujeres.

Em X-Caret também é possível mergulhar com arraias e tubarões, mas isso não está incluído no pacote. O X-Caret Plus inclui o transporte ida e volta até o parque, a entrada com direito aos equipamentos de mergulho, toalhas, guarda volume e a utilização das dependências do parque. No pacote também está incluído uma refeição (almoço) com direito a bebidas. Enquanto permanecer no restaurante, pode comer a vontade, mas se sair, não poderá retornar, já que o pacote dá direito à apenas uma refeição.

Pelo parque é vendido água, refrigerante, cerveja e também comidinhas. Vá preparado para esse tipo de gasto. Para quem não consegue ficar longe do Instagram, no X-Caret há acesso gratuito a rede wi-fi. 

Uma coisa importante é levar um protetor solar biodegradável. Se o seu não for, ele deverá ser deixado no guarda volumes na entrada do parque e retirado no final, já que o uso de protetores que não são biodegradáveis está proibido.

Eu gostei do passeio, apesar de ser um pouco cansativo (justamente por ter muita coisa para fazer). O parque é muito grande, super organizado e bem estruturado. Para quem gosta desse tipo de passeio, recomendo o X-Caret, sem dúvida. Para quem não é muito chegado, sugiro substituir por Tulum ou Chichen Itza.

Ah, no final do dia, há uma apresentação teatral sobre a cultura maia. 

Seguem as fotos!

Não resisti e tirei foto com as araras (notaram o meu vestido combinando com elas?! kkkkk)


Uma das atrações do parque é o mergulho por um corredor imenso, cheio de curvas e que alterna áreas de caverna com áreas a céu aberto.


Durante o trajeto há vários fotógrafos do parque. Nós acabamos comprando umas fotos no final. Essa do mergulho foi uma delas. A fotografia impressa é meio carinha. Compramos por 14 dólares cada. 


Do parque temos uma linda visão do mar. É uma área do parque para sentar e relaxar.




Achei super legal essas plaquinhas indicando a distância entre o México e alguns países.


O parque que, além de arqueológico, é ecológico, tem áreas destinadas aos animais, como é o caso dos pumas, jaguares, morcegos, macacos, veados, flamingos...







Não podia faltar as ruínas, né?!


Dentro do parque há uma área chamada de povoado maia. Lá encontramos um cemitério super diferente do que estamos acostumados por aqui. Olha só que colorido!


Abaixo a torre panorâmica giratória. Ela sobe a 80m e gira lentamente a 360º para que seja possível ter uma vista completa da área ao redor do parque. A vista é incrível! Vale a pena reservar um tempinho para conhecer essa parte do X-Caret.







No parque também é possível comprar coisinhas. Tem lembrancinhas muito legais e os preços são relativamente bons.  Vale a pena dar uma olhadinha.


No final do dia começam as apresentações de música e dança. Uma delas, a principal, é no teatro Tlachco. Já no caminho até o teatro é possível sentir o clima do espetáculo.






Legal, né?!
Mais informações http://www.xcaret.com/
Bjo

Obs: Todas as fotos são de arquivo pessoal, sendo proibida a reprodução total ou em parte.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Diário de Viagem: Cancún (parte 4) - Coco Bongo


Oi, bellas!!!

Um dos lugares mais procurados pelos turistas em Cancún é a Coco Bongo.
A Coco Bongo, ao contrário do que a maioria pensa, não é uma boate, mas sim uma casa de shows!

Diferente do que estamos acostumados aqui, na Coco Bongo a mulherada solta a franga e sobe no balcão do bar para dançar durante os intervalos dos shows. Qualquer uma pode fazer isso. Meu marido me ofereceu 200 dólares para que eu subisse no balcão também.  Topei, mas desisti quando ele ligou a câmera do celular para filmar e colocar no youtube! kkkkk O que acontece em Cancún, fica em Cancún, né?!

A Coco Bongo é famosa por causa do filme "O Máskara". Por isso não se assuste ao ser abordado por um, dois ou três "Máskaras" na frente da Coco Bongo durante toda a noite. Pelo que percebi eles não fazem parte da casa de shows, mas aproveitam o movimento para ganhar uns trocados. Eles ficam por ali para tirar foto com os turistas. Deixe separado um dinheirinho caso queira tirar uma foto com eles. 

Nós compramos os ingressos com bebidas liberadas (não servem comida na Coco Bongo, então coma alguma coisa antes de entrar), por 65 dólares (acho que foi isso). Como disse em outro post, quem compra com a CVC entra na Coco Bongo sem pegar fila, além de ter um bom lugar reservado lá dentro.

As mulheres não precisam ficar preocupadas com o que vestir (esqueça a super produção). Eu fui usando shorts jeans, blusinha e sapatilha. Um vestidinho leve com sandália rasteirinha também é uma ótima opção. Tinha gente de bermuda e havaianas. A ideia é usar um look confortável e descontraído para garantir diversão durante toda a noite.

Também acho desnecessário usar salto alto, já que praticamente não há lugar para sentar dentro da Coco Bongo. Não levei nenhum sapato com salto nas malas e sinceramente não fez falta alguma. Leve rasteirinhas, sapatilhas, tenis...

Quem adora tirar fotos pode ficar tranquilo. Na Coco Bongo as fotos são permitidas, a única restrição é com o flash das máquinas. Levei só o celular e foi suficiente. 

Nós adoramos a Coco Bongo. Foi uma noite mega divertida!

Seguem as fotos...

Algumas doletas e uma foto estranha!


Mais pulseirinhas!!!


Tequila logo na entrada (abafa!).


Antes de começar...


É hora do show!!!


Elvis, Madonna, Moulin Rouge, Fantasma da Ópera, Cabaret, Samba, são algumas das apresentações.



Durante os shows há interação dos atores com o público.


A mulherada sobe no balcão nos intervalos dos shows!


Muito legal, né?!
Quem aí  conhece a Coco Bongo?!
Bjo

Obs: Todas as fotos são de arquivo pessoal, sendo proibida a reprodução total ou em parte.

terça-feira, 21 de maio de 2013

Diário de Viagem: Cancún (Parte 3) Isla Mujeres




Oi, bellas!!!
Cada vez que escrevo um post sobre Cancún tenho vontade de voltar lá! É muito amor, viu?!
Estou fazendo essa série de posts porque gosto de escrever sobre as viagens que faço. Escrevo não só para relembrar os bons momentos, mas também para ajudar quem estiver buscando informações na web. Sei, por experiência própria, que a viagem começa muita antes do embarque e, assim, toda ajuda é bem vinda!

Bom, nem preciso dizer que amo viajar, né?! Seja qual for o destino, a bagagem cultural que se adquire viajando faz com que a gente veja a vida com outros olhos. Poder dividir isso aqui no bloguinho e saber que vocês acompanham e se interessam pelo assunto me faz muito feliz. Para quem está com viagem marcada para Cancún, prometo tentar relatar o máximo e acabar os posts ainda essa semana, ok?!

Continuando os relatos, hoje é dia de falar do que para nós foi o lugar mais lindo que conhecemos em Cancún. Estou falando de Isla Mujeres!

Isla Mujeres é uma ilha bem menor que Cozumel, mas muito superior em beleza (acreditem!) Além de mais bonita, Isla Mujeres fica mais próximo de Cancún. Para chegar lá também é mais fácil, basta ir até o Puerto Juarez, que fica bem próximo aos hotéis (poucos minutinhos de ônibus) e pegar um Ferry (menor do que aquele de Cozumel).

Assim como acontece com Cozumel, ir por conta própria para Isla Mujeres também é mais barato, mas nós  preferimos contratar o passeio. Como disse no post anterior, comodidade é tudo!

Há muita coisa para fazer em Isla Mujeres. Dá para fazer nado com golfinhos, mergulho com snorkel, caminhar pelas estradas à beira mar, apreciar ruínas maias ou simplesmente curtir uma piscina com borda infinita, tomando bons drinks no Parque Garrafon.

Com relação aos golfinhos, a dica é fazer o nado em Isla Mujeres, já que o preço é mais barato do que no X-Caret (outro passeio que fizemos). Nadar com os Golfinhos é o tipo de atividade que nunca está incluída nos passeios, ou seja, tem que pagar por fora.

Ah, sempre nas atividades com os golfinhos é proibido o uso de equipamentos de fotografia. Quem quiser fotos terá que comprar no final do mergulho (o preço é bem salgadinho, mas vale a pena ter uma de recordação).

Em Isla Mujeres é possível conhecer o ponto em que os primeiros raios de sol tocam o México a cada manhã e descer de tirolesa no mar do Caribe.

Para curtir Isla Mujeres fomos até o Parque Garrafon. Lugar super legal que vale a pena conhecer.

O Parque Garrafon é uma espécie de day use com bebidas e comida liberada. O lugar também conta com wi fi gratuita. O parque é lindo e super bem cuidado.

Nós saímos de Cancún pela manhã, passamos o dia no Parque Garrafon e retornamos ao hotel no fim do dia.

Como imagens valem mais que mil palavras, vou deixar que as fotos falem por mim.

Começando pela piscina com borda infinita. Ao fundo o mar do Caribe...




Abaixo o deck para quem vai fazer mergulho com snorkel. Mais ao fundo estão as torres para que vai descer de tirolesa.


Por todo o parque há cadeiras de praia, redes...





A vista de qualquer lado do parque é encantadora!!!









Abaixo a placa que marca o ponto em que os primeiros raios de sol tocam o México a cada manhã.



Ruína Maia no topo da ilha.


Ah, por toda ilha encontramos esses bichinhos. As iguanas são ícones da região. Não se assuste se encontrar uma delas!




Também no topo da ilha encontramos uma imagem em homenagem a Ixchel, principal deusa Maia, conhecida como deusa da fertilidade. Independente da religião, vale a pena subir até lá para conhecer um pouquinho da cultura da região.



Lugar lindo, né?!
Confesso que foi difícil escolher as fotos para postar! Isla Mujeres é um lugar perfeito, do tipo "tem que ir"!
Aqui termino suspirando de saudade,,,
Qualquer dúvida é só perguntar nos comentários, ok?!
bjo

Obs: Todas as fotos são de arquivo pessoal, sendo proibida a reprodução total ou em parte.